Evolução da Biosseguranca como Ciencia

A palavra biosseguranca foi introduzida em nosso vocabulario oficialmente a partir da Lei n° 8.974, de 1995, e atualizada em 2005.

Os textos e manuais da area apontam para um conceito mais amplo, no qual o risco ou a probabilidade de um determinado dano ocorrer passa a ser o objeto da pesquisa desta nova Ciencia.

Risco biologico – ao qual estao sujeitos os pesquisadores e profissionais que atuam em laboratorios ou em ambientes onde estao presentes microrganismos – é apenas um dos segmentos de atuacao da biosseguranca como disciplina cientifica.

A primeira edicao da Classificação de Agentes Etiologicos (aqueles que causam doencas) corn Base no Risco foi realizada em 1974.

Nesse periodo, foi a primeira vez que os critérios e procedimentos necessários foram estabelecidos para amenizar os niveis de risco para os agentes microbianos.

Ao editar o primeiro Manual de Biosseguranca no mundo, em 1984, o Centro de Controle de Doenças dos Estados Unidos fez referência pela primeira vez a Biosseguranca (Biosafety, em inglês) como um conjunto de procedimentos, práticas e instalacões voltadas para controlar o biorrisco, ou seja, o controle do perigo advindo de organismos infecciosos.

Embora reconhecam a Biosseguranca como multidisciplinar, as publicacões sobre o assunto enfocam o risco biologico como o objejto principal de sua análise no contexto empregado, considerando os demais problemas como adjacentes e/ou coadjuvantes no processo de trabalho no laboratorio.

Como principio da Biosseguranca, a contenção e o manejo do risco representam o caminho seguro para a minimizacao de perigos. E importante ressaltar que este conceito esta ligado a probabilidades, pois não ha o risco zero em qualquer atividade no campo das Ciências da Vida.

A evolução histórica do conceito de risco e da sua percepcão ao longo do tempo representa a evolução da Biosseguranca como Ciência.

A história da medicina, por exemplo, registrou algumas tentativas de prevencao de risco, que hoje identificamos como a origem desta Ciencia. Isso mostra o quanto foi importante conter agentes patoge-nos, nao so para combater doencas que ameacam a população quanto para impedir que agentes de sadde tambem contraissem uma infeccao. Os procedimentos de prevenção destinados a seguranca do pesquisador, do objeto pesquisado e das condições ambientais, a pesquisa se realiza são elementos fundamentais para a minimização do risco e constituem o campo de ação da Biosseguranca como Ciência para proteger nossas vidas, dos animais e meio ambiente.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *